Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

 Lançamento do Programa Confecção 4.0 – Inovar para crescer e a formalização com os empresários.
ASN PE 01/07/22 às 14:48
Compartilhe

Sebrae e Adepe, em parceria com o Senai, lançam o Programa Confecção 4.0 – Inovar para crescer

Por Débora Pereira
ASN PE 01/07/22 às 14:48
Compartilhe

Com o objetivo de melhorar a performance e impulsionar a competitividade das indústrias da confecção localizadas em Paulista, Recife e Região Metropolitana, o Sebrae-PE e a Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (Adepe), em parceria com o Senai-PE, estão lançando o programa Confecção 4.0 – Inovar para crescer. O projeto pretende implantar tecnologias da indústria 4.0 e realizar consultorias nas confecções, com o intuito de identificar as dificuldades e aumentar a disponibilidade e a produção dessas empresas.

Em linhas gerais, o programa vai realizar consultorias com esses empresários, para poder inserir a tecnologia nas suas indústrias. Serão implantados sensores nas linhas de produção das confecções, com o objetivo de mensurar, em tempo real, dados relacionados à eficiência das máquinas e dos processos. Essas informações obtidas vão ser compiladas em uma plataforma que poderá ser acessada a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet, como tablet ou telefone. Com essas informações em mãos, os especialistas do Senai-PE poderão sugerir aprimoramentos ao processo produtivo, a partir dos conceitos do lean manufacturing. O Sebrae-PE e a Adepe vão arcar com todos os custos do projeto, desde a aquisição dos equipamentos necessários à realização das consultorias.

“Esse projeto visa inserir essas empresas no contexto da transformação digital, por meio de tecnologias inovadoras, como a internet das coisas e a computação em nuvem. O nosso objetivo final é garantir que essas empresas se tornem mais produtivas e, assim, mais competitivas”, explica o coordenador de Consultoria do Senai-PE, Fábio Luna.

No total, o programa vai contemplar 20 indústrias de confecção, de micro ou pequeno porte, que tenham mais aderência e maturidade para receber essas tecnologias. O processo de seleção teve início com a inscrição dos empreendedores interessados em participar, em seguida a equipe do Senai, junto com o Sebrae, visitou todas as empresas. Em cada visita técnica uma pontuação era gerada, de acordo com as avaliações feitas nos locais, e essa pontuação gerou um ranking, chegando nas 20 mais pontuadas. Ao fim, foram selecionadas 9 empresas de Paulista e 11 de cidades como Recife, Jaboatão, Olinda, entre outras.

“Estou muito feliz com esse Programa Confecção 4.0, que considero bastante audacioso. Apesar de Recife e Região Metropolitana não ser mais uma região referência na área, não ser conhecida como polo têxtil, ainda se tem uma quantidade bastante interessante quando se trata de indústrias de confecção. Por isso o Sebrae e a Adepe aprovaram em primeira instância o projeto, devido a densidade do segmento”, enfatizou a analista do Sebrae-PE e gestora do projeto, Maristella Guimarães.

Segundo dados do Sebrae, a RMR reúne cerca de 25% dos pequenos negócios de confecções do estado, concentrados, principalmente, no município do Paulista. Uma dessas empresas é a Multiconfecções, que está entre as selecionadas no projeto. Uma das sócias, a Crisoleide Silva, fala um pouco sobre a expectativa em relação ao programa. “Nós da Multiconfecções esperamos um crescimento no volume de produção, unindo desenvolvimento de pessoas com ferramentas que facilitem o processo, além de um mapeamento de onde se encontra os gargalos para mais rápida resolução, principalmente porque somos confeccionista e fazemos muito setup”.

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Notícias relacionadas